Descubra a importância e os métodos mais adequados para realizar o rodízio de pneus no artigo que preparamos para você

Muito importante para garantir que todos os pneus tenham o mesmo tipo de desgaste, o rodízio é um procedimento que envolve uma espécie de manutenção preventiva, bastante indicado para veículos que rodam muitos quilômetros por mês, como carros para Uber, deliveries, etc.
Além disso, esse método também pode aumentar a vida útil dos pneus e, até mesmo, otimizar a dirigibilidade, frenagem e consumo de combustível.
Se você deseja saber como realizar o rodízio de maneira correta e adequada, siga com a leitura e confira as informações que preparamos para você.

Qual a importância do rodízio de pneus?

Como mencionado anteriormente, o rodízio de pneus permite que os pneus traseiros e dianteiros se desgastem de forma semelhante. Mas, se isso não acontecer, qual o problema?
Depende, se o desgaste for pequeno, não existe nenhum risco. Entretanto, quando ele aumenta, a condução do veículo pode ser impactada por um possível desequilíbrio.
Além disso, se o pneu se desgastar demais, a troca deverá ser feita antes do período estipulado e resultar em uma surpresa negativa para o orçamento do proprietário.
Ao realizar o rodízio, é possível assegurar o desgaste uniforme dos componentes, garantir um rodar mais suave e mais estabilidade ao dirigir.

Como fazer o rodízio de pneus de forma adequada?

De forma geral, existem duas formas de fazer o rodízio: por tipo de pneu ou por tipo de veículo. Saiba mais sobre eles:

Rodízio por tipo de pneu

De acordo com as indicações dos fabricantes, a forma correta é:

Pneus unidirecionais:

Considerados pneus antigos e poucos utilizados atualmente, os modelos unidirecionais têm direção única, por isso, a troca deve ser realizada somente em paralelo, de modo que apenas as posições entre dianteiros e traseiros sejam trocadas, nunca da esquerda para a direita.

Pneus assimétricos:
Nos pneus assimétricos, mais comuns e mais utilizados hoje em dia, os fabricantes têm opiniões dividias entre os rodízios. A Pirelli, por exemplo, determina que as trocas sejam realizadas sempre em paralelo. Em contrapartida, a Goodyer defende a troca em X, onde o pneu traseiro passa para o lugar dianteiro e assim por diante.

Rodízio por tipo de tração
É importante esclarecer que, dependendo do veículo que você possui, o mais recomendado é realmente seguir a recomendação da montadora, no manual do proprietário. Entretanto, caso você não tenha mais esse documento, ou essa instrução não conste nele, o mais indicado é:

Tração 4×4: realizar a troca em X e alternar entre os lados dianteiro, traseiro, esquerdo e direito.

Tração dianteira: Em casos de veículos com tração dianteira, o recomendado é que os pneus da frente se mantenham nos mesmos lados ao serem colocados na traseira.
Em paralelo a isso, os pneus traseiros devem trocar de lado quando forem instalados na dianteira.

Tração traseira: Em modelos de tração traseira, a forma correta de realizar o rodízio de pneus é exatamente o inverso dos veículos de tração dianteira.
Em outras palavras, os pneus traseiros devem seguir para a dianteira em paralelo, sempre mantendo o mesmo lado. Já os pneus dianteiros devem ser direcionados para a traseira com os lados alternados, indo da direita para esquerda e vice-versa.

Conclusão
Enfim, esperamos que você tenha gostado de descobrir a importância do rodízio de pneus e conferir quais as formas mais adequadas.
Se as informações listadas neste artigo foram úteis para você, deixe seu feedback nos comentários.
No mais, continue de olho no blog, em breve, teremos muitas novidades por aqui.

Um grande abraço e até o próximo post!